A semente que veio da África

A semente que veio da África

Escrito por: Heloise Pires Lima / Georges Gneka / Mário Lemos

Editora: Salamandra

Ano de lançamento: 2005

Resenha

 Existe, na África, uma árvore que causa assombro aos que a conhecem. Chegando a medir até 45m de largura e 30m de altura, ela pode viver mais de seis mil anos. Conhecida como adansônia no Brasil, essa árvore serve de inspiração para diversas lendas em toda a África. Heloise Pires Lima escolheu dois autores e uma ilustradora desse continente para contar a forte relação da árvore com a cultura africana. Georges Gneka, de Moçambique, apresenta a lenda da origem do Baobá, como a espécie é conhecida no país, e comenta sobre a influência desse traço da cultura africana em sua obra. Mário Lemos fala da relação intrínseca da árvore com as tradições culturais do país, principalmente na Costa do Marfim, onde a árvore ganha o nome de Embondeiro. Véronique Tadjo se inspira na arte africana para compor ilustrações de cores quentes e traços rupestres, numa mistura de arte das cavernas e traços infantis que despertará interesse imediato nas crianças que folhearem o livro. Utilizando recursos da tradição oral, como onomatopeias e palavras simples, o livro leva o leitor a conhecer um pouco mais da cultura africana e o incentiva a aprender algumas palavras ao espalhar o vocabulário ao longo das páginas. As crianças brasileiras não só se encantarão com os contos, as lendas e as curiosidades da adansônia, como também vão se divertir aprendendo jogos inventados com as sementes da árvore e que são comumente jogados pelas crianças africanas.

avatar

escrito por

Somos um grupo independente de especialistas em literatura infantil e juvenil, professores, pais, bibliotecários e contadores de histórias com um único objetivo: formar uma aldeia, um coletivo de pessoas que vive e experimenta leituras.

gostou? compartilhe!

comente pelo facebook

deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.