O menino que mordeu Picasso

O menino que mordeu Picasso

Escrito por: Antony Penrose
Ilustrado por: Vários
Editora: Cosac Naify
Ano de lançamento: 2011

Resenha

Antony Penrose, autor de O menino que mordeu Picasso, ainda era apenas uma criança morando no interior da Inglaterra quando recebeu a visita de um dos maiores pintores do século XX, Pablo Picasso. A disponibilidade em acolher a arte do gênio espanhol talvez se deva a dois fatores: a espontaneidade decorrente da pouca idade e a convivência com os pais, ambos artistas visuais. Os registros dessa relação de Picasso com a família de Tony Penrose resultou nesse livro incrível, que é uma combinação de imagens captadas pela fotógrafa Lee Miller, mãe do autor, e as memórias expostas nas palavras de Penrose como se ainda as entoasse à maneira do pequeno Tony. Uma história que nos deixa boquiabertos e desejosos de mais encontros como esses.

Trecho do livro

“Eu não sabia falar francês nem espanhol, mas isso não tinha importância, porque a gente brincava sem precisar falar língua nenhuma. Era muito gostoso brincar com Picasso.”

P. 17

avatar

escrito por

Somos um grupo independente de especialistas em literatura infantil e juvenil, professores, pais, bibliotecários e contadores de histórias com um único objetivo: formar uma aldeia, um coletivo de pessoas que vive e experimenta leituras.

gostou? compartilhe!

comente pelo facebook

deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.