Dois fios

Dois fios

Escrito por: Pep Molist

Editora: Cosac Naify

Ano de lançamento: 2012

Resenha

 Editado em papel couché fosco, com guardas firmes que se desdobram da capa e revelam um vermelho intenso, Dois Fios, a delicada narrativa de Pep Molist, ilustrada pelo premiado espanhol Emilio Urberuaga, foi inspirada, segundo relato do autor, nos meninos senegaleses frequentadores da biblioteca infantil onde ele trabalhava, na cidade catalã Manresa. O menino africano protagonista da história, Moussa, caminha diariamente até o baobá da aldeia para ouvir as histórias narradas por seu avô. As paisagens que ele percorre contam muitas histórias, que podem ser percebidas sutilmente tanto nas descrições verbais, quanto nas cores vivas das imagens criadas pelo ilustrador. Os “dois fios” que dão título ao belo livro guardam ricas metáforas: o fio que sustenta o trem de brinquedo de Moussa e o acompanha em seu trajeto, “o fio que parte para além das montanhas, lá onde o Sol se esconde” e outros tantos fios a serem descobertos pelo leitor.

avatar

escrito por

Somos um grupo independente de especialistas em literatura infantil e juvenil, professores, pais, bibliotecários e contadores de histórias com um único objetivo: formar uma aldeia, um coletivo de pessoas que vive e experimenta leituras.

gostou? compartilhe!

comente pelo facebook

deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.