A turma da rua Quinze

A turma da rua Quinze

Escrito por: Marçal Aquino

Editora: Ática

Ano de lançamento: 2000

Resenha

 Neste famoso livro do escritor, jornalista e roteirista Marçal Aquino, a história se passa no ano de 1969 – quando o homem pisou na lua, a seleção brasileira se preparava para as eliminatórias da Copa do Mundo de 1970 e muitas pessoas eram dadas como desaparecidas. Da turma da rua Quinze, Marcão, o irmão de Serginho, saiu de casa e não voltou o que levou os pais à polícia, aos hospitais e os amigos a bolarem planos para tentarem chegar ao seu paradeiro. Numa dessas tentativas, o vira-lata Napoleão cisma com o novo vizinho, sinistro com uma grande cicatriz no rosto, que alugou uma mansão há algum tempo desabitada. Intrigados com a cisma de Napoleão e divididos pelo amor de Bia,uma garota nova na vizinhança,  a turma resolve investigar quais são os interesses desse homem estranho e é então que a história policial ganha corpo e a turma se vê em alguns perigos.

Trecho do livro:

 “Não havia nenhum sinal de luz em seu interior, e a turma desceu até a rua lateral, que era a mais escura. Bia havia se interessado pela história do homem da cicatriz que lhe fora contada por Tigre. E embora sentisse um pouco de medo, sua curiosidade pelo assunto não era menor que a dos meninos. Seu medo maior, na verdade, era de que o pai a visse em companhia do grupo.” (p. 38)