Tarzan: o filho das selvas

Tarzan: o filho das selvas

Autor(a): Edgar Rice Burroughs

Ilustrador: Hal Foster

Tradutor: Thiago Lins

Editora: Zahar

Ano de lançamento: 2014

 

Resenha:

Tarzan, o filho das selvas publicado em 1912 na All Story, revista barata e popular, é considerado uma das melhores histórias de aventuras de todos os tempos. Obteve grande sucesso nas vendas de livro e Histórias em Quadrinhos e nas adaptações para cinema. Inspirado, por exemplo, em Mogli de O livro das selvas, de Rudyard Kipling, conta a história do bebê humano criado pela gorila Kala cujo grupo assassinou os pais dele. Ele se comporta como um macaco, mas se vale de habilidades humanas ignoradas pelo bando. Aliando-as à inteligência, matando animais de grande porte, ele se tornará O Rei das Selvas. Esta edição narra suas aventuras até o ponto em que apaixonado por Jane, ele se determina a aprender a cultura do homem branco: falar a sua língua, vestir as suas roupas, ir para os Estados Unidos onde vive a moça. As quarenta ilustrações do artista plástico Hal Foster (1892-1982), publicadas em 1929, são consideradas bastante fiéis ao trabalho do americano Edgar Rice Burroughs (1875-1950).

 

Trecho do livro:

“O símio estava cambaleante, e, com o ferimento mortal que recebera, quase desabou, quando, com um poderoso esforço, recobrou as forças por um instante – o suficiente para liberar seu braço de Tarzan e agarrar o resistente oponente. Trazendo o homem-macaco para perto de si, suas presas enormes buscavam a garganta de Tarzan, mas os vigorosos dedos do jovem lorde estavam na bocarra de  Kerchak antes que este pudesse se aproximar da lisa pele morena de seu oponente.” (p. 133)

 

Para quem?

exp sozin

Para quê?

pensar medo viajar

avatar

escrito por

Somos um grupo independente de especialistas em literatura infantil e juvenil, professores, pais, bibliotecários e contadores de histórias com um único objetivo: formar uma aldeia, um coletivo de pessoas que vive e experimenta leituras.

gostou? compartilhe!

comente pelo facebook

deixe seu comentário