Que história é essa?

No mês de outubro, os assinantes do Clube de Leitores A Taba receberam de presente o jogo de trilha “Que história é essa?”, com adivinhas para testar seus conhecimentos sobre alguns contos de tradição oral.

Narradas por diferentes povos, com algumas variações no enredo, essas histórias fazem parte da memória coletiva e constituem um tesouro a ser conhecido por todos aqueles que se interessam pelo encantamento que as palavras podem provocar, quando estão a serviço da fantasia e do sonho.

Agora que você já recebeu o jogo “Que história é essa?”, deve querer saber tudo sobre os contos que estão na trilha, não é mesmo?

Confira, então, as respostas de cada uma das adivinhas e indicações de livros onde poderá encontrar as histórias que serviram de inspiração para essa brincadeira!

Casa 2.  Pele de asno, de Charle Perrault.

A história da moça, cujo rei viúvo deseja em casamento, foi recolhida por Charles Perrault. No conto, para fugir de seu triste destino, a moça faz uma série de exigências que considera impossíveis – dentre elas, a de que o rei mate seu animal favorito para lhe dar a pele de presente.

Casa 4. A sereiazinha, de Hans Christian Andersen.

O triste conto de uma jovem sereia que se apaixona por um humano, sacrificando sua vida por amor inspirou filmes, balés, espetáculos de teatro e diferentes obras de arte, tornando-se conhecida em todo o mundo.

Casa  5. A princesa e a ervilha, de de Hans Christian Andersen.

Depois de muito procurar uma princesa de verdade, um jovem príncipe retorna para seu castelo triste e cansado. Mal sabe ele que uma noite de tempestade poderá lhe trazer seu amor para dentro de sua casa.

Casa 7. Aladin e a lâmpada maravilhosa, conto de tradição árabe.

As mil e uma noites tornaram mundialmente conhecida a jovem Sherazade que, para salvar-se da morte, conta uma história a cada dia para o sultão. É por ela que descobrimos as aventuras de um pequeno ladrão e seu encontro com um poderoso gênio.

Casa 8. Os três porquinhos, dos Irmãos Grimm.

Mesmo tendo sido registrada a mais de 200 anos, a história de um lobo esfomeado e disposto a comer os três jovens porquinhos ainda continua encantando crianças e adultos de todo o mundo, desafiando-os a enfrentar um dos personagens mais temidos dos contos infantis.

Casa 10. Baba Yaga, conto de tradição oral da Rússia.

Montada em seu pilão voador e utilizando o socador no lugar da tradicional vassoura, uma das bruxas mais temidas do folclore russo mora na floresta em uma casa com pés de galinha e adora comer criancinhas.

Casa 12. Barba Azul, de Charles Perrault.

Uma chave mágica é o passaporte para uma jovem recém-casada acessar uma porta proibida. Mas, descobrir o segredo de seu marido pode revelar uma terrível surpresa.

Casa 13. Cinderela, de Charles Perrault.

Com versões encontradas na China há mais de mil anos, a história da jovem moça que tem seu destino mudado pelo tamanho dos seus pés já ganhou adaptações para o cinema, teatro e até mesmo balés.

Casa 15. Chapeuzinho Vermelho, de Charles Perrault e Irmãos Grimm.

Para  os fãs de um dos contos mais famosos do mundo, talvez seja interessante buscar as versões recolhidas por Perrault e também pelos Irmãos Grimm para descobrir que, em sua origem, a história era bem diferente!

Casa 19. Branca de Neve, dos Irmãos Grimm.

Você sabia que, nas primeiras versões do conto, a madrasta de Branca de Neve tenta matá-la quatro vezes?

Casa 20. Bela Adormecida, dos Irmãos Grimm.

Contada na Itália, na Alemanha e também na França, a história da jovem que passa 100 anos dormindo até ser despertada por um príncipe encantado, tem muitas versões em todo o mundo! Descubra!

Casa 22. Rumpelstiltskin, dos Irmãos Grimm.

Uma jovem rainha desejava muito um filho e, para consegui-lo, faz uma terrível promessa o malvado duende que dá nome a um famoso conto narrado há muitas anos na Alemanha.

Aproveite o jogo para ampliar seu repertório de contos e boa diversão!

Quer receber surpresas todos os meses e participar de desafios como esse? Assine A Taba!

** Créditos da imagem: Recorte sobre a ilustração de Emílio Freixas para o conto Pelo de Asno.

avatar

escrito por

Denise Guilherme é Mestre em Educação, formadora de professores e consultora na área de projetos de leitura. Desde cedo, apaixonada por palavras ditas e escritas. Descobriu nos livros um caminho para entender a si mesma e aos outros. E ficou tão encantada com o que viu que decidiu compartilhar com o mundo.

gostou? compartilhe!

comente pelo facebook

deixe seu comentário