A pedra do meio-dia ou Artur e Isadora

A pedra do meio-dia ou Artur e Isadora

Escrito por: Bráulio Tavares

Ilustrado por: Cecília Esteves

Editora: 34

Ano de lançamento: 1998

Resenha

Quem lê A pedra do meio-dia ou Artur e Isadora se apaixona! Uma história de fantasia, aventura e romance contada de uma maneira excepcional: em forma de cordel. Seus versos se encadeiam em uma estrutura rítmica cativante, que deixa o leitor com vontade de quero mais quando termina a leitura. Seguindo os moldes do cordel tradicional, esta incrível história conta as aventuras do jovem Artur, que ao encontrar Isadora, segue com ela em busca da pedra do meio-dia, que foi roubada por um gigante. Juntos enfrentam muitos perigos com coragem e inteligência. Cecília Tavares completa a obra com suas lindíssimas ilustrações que parecem xilogravuras.

Trecho do livro

“Artur era um andarilho que vivia a vaguear atravessando países pela terra e pelo mar em busca de injustiças que ele pudesse acabar.” P. 9

avatar

escrito por

Somos um grupo independente de especialistas em literatura infantil e juvenil, professores, pais, bibliotecários e contadores de histórias com um único objetivo: formar uma aldeia, um coletivo de pessoas que vive e experimenta leituras.

gostou? compartilhe!

comente pelo facebook

deixe seu comentário