Os anões de Mântua

Os anões de Mântua

Escrito por: Gianni Rodari
Ilustrado por: Maria Eugênia
Editora: SM
Ano de lançamento: 2005

Resenha

No Palácio do Duque, uma das alas chama a atenção por suas proporções bastante delicadas, que mais parece casa de bonecas. É o porão onde moram os anões da corte. Crianças e um escritor que por lá passavam resolvem criar e contar uma história para o povo de Mântua. Do escritor italiano Gianni Rodari, a história de Os anões de Mântua faz uma interface com a ópera Rigoletto, de Giuseppe Verdi, mas tem um final menos trágico e mais divertido que aquela. Esses pequenos homens e mulheres desejam ser grandes e se lastimam: “Ah, por que somos tão pequenos?” As explicações eram das mais curiosas: ora porque dormiam de toca; pois não faziam ginástica; ou por falta de comida e até por algum feitiço. Em versos rimados, vamos descobrindo que não eram exatamente aquelas as causas de sua pequenez, e que talvez o que precisassem era de espaço para crescer.

Trecho do livro

“– Amigo, quer saber por que você e seus companheiros são anões?
Fez a pergunta e ele mesmo respondeu:
— Porque vivem no porão dos anões. Entendeu?”

P. 32

avatar

escrito por

Somos um grupo independente de especialistas em literatura infantil e juvenil, professores, pais, bibliotecários e contadores de histórias com um único objetivo: formar uma aldeia, um coletivo de pessoas que vive e experimenta leituras.

gostou? compartilhe!

comente pelo facebook

deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.