O pirata e o farmacêutico

O pirata e o farmacêutico

Escrito por: Robert Louis Stevenson

Ilustrado por:  Henning Wagenbreth

Editora: Companhia das Letrinhas

Resenha

Dois amigos de infância que se distanciam na vida adulta.

Um torna-se farmacêutico e permanece na cidade, enganando as pessoas com falsos remédios e artimanhas. O outro, viaja para os mares distantes, ganhando fama por seu caráter rude e conquistas violentas.

Nesse poema narrativo, Robert Louis Stevenson constrói mais uma vez uma história de dualidade, na qual personagens que parecem opostos podem – na verdade – ser as duas faces de uma mesma moeda.

As ilustrações divertidas nos remetem ao estilo das imagens gravadas em madeira dos folhetos da literatura de cordel. Assim como a forma da letra escolhida para o texto.

Vocês, assinantes,  identificam outras semelhanças com esse gênero típico da cultura nordestina?

Que outros aspectos chamaram a atenção nessa obra?

Participe de nosso fórum. Comente suas impressões com outros leitores e descubra que a leitura é uma experiência muito mais interessante quando pode ser compartilhada.