O pequeno lorde

O pequeno lorde


Autor(a): Frances Hodgson Burnett

Ilustrador: Tasha Tudor

Tradutor: Tatiana Belinky

Editora: 34

Ano de lançamento: 2002

Resenha:

O pequeno Cedric nem poderia imaginar que uma série de eventos envolvendo seus parentes o colocaria na linha de sucessão imediata de um condado na Inglaterra. Carismático, de essência pura, nada parece assustá-lo, pois até então o garoto não se deixara envolver por seres de almas corrompidas e, ao contrário disso, sem se dar conta, influenciava a todos que o rodeavam, resgatando em muitos o adormecido senso de humanidade e fraternidade. O grande desafio do futuro Lorde Fauntleroy será firmar-se como sempre foi diante do amargo e sombrio avô, num jogo de forças que tem, por um lado, as facilidades de uma vida de luxo e indiferença social, por outro, a certeza de que a verdadeira felicidade decorre de uma rede harmônica que envolve o bem estar de todos que o cercam.

O pequeno Lorde é um clássico de Frances Hodgson Burnett, autor de obras conhecidas como O jardim secreto e A princesinha. Nascido na Inglaterra, o autor migrou para os Estados Unidos ainda adolescente e, dessa mudança do Velho Mundo para o emergente território norte-americano, Burnett extrairá um dos temas do livro, o preconceito de uma aristocracia preocupada em cultivar as aparências, totalmente alheia àqueles que estão distantes dos seus ricos salões.

Trecho do livro:

“Começou a perceber que alguma coisa muito extraordinária havia acontecido; mas quando olhou para o menininho sentado sobre o caixote de biscoitos com uma expressão inocente e ansiosa nos olhos infantis, viu que ele não tinha mudado nada, era simplesmente o mesmo do dia anterior, apenas um rapazinho bonito, alegre e valente, de terninho preto e gravata vermelha, e todas aquelas informações sobre a nobreza o deixaram perplexo.” (p. 21)

avatar

escrito por

Denise Guilherme é Mestre em Educação, formadora de professores e consultora na área de projetos de leitura.
Desde cedo, apaixonada por palavras ditas e escritas. Descobriu nos livros um caminho para entender a si mesma e aos outros. E ficou tão encantada com o que viu que decidiu compartilhar com o mundo.

gostou? compartilhe!

comente pelo facebook

deixe seu comentário