Leitura para bebês – Um abraço passo a passo

um-abraco-passo-a-passoLivro: Um abraço passo a passo

Autor: Tino Freitas

Ilustrador: Jana Glatt

Editora: Panda Books

Os primeiros passos são uma das maiores conquistas de um bebê, sendo celebrados por todos aqueles que têm o privilégio de presenciar esse instante mágico.

Nesse livro, entre um verso e outro, Tino Freitas brinca construindo rimas para cada uma das etapas que preparam o pequeno protagonista para caminhar com desenvoltura e autonomia.

Primeiro hesitante, pé ante pé, como uma formiga. Depois, salitante como uma rã e em seguida, embalado como um avestruz. Cada momento é sempre acompanhado com espanto e alegria por algum familiar. Todos aguardando, ansiosamente, o momento da corrida em direção a um delicioso abraço.

As ilustrações de Jana Glatt brincam com a contagem dos passos e com as referências feitas a cada um dos animais citados no texto, desafiando o pequeno leitor a descobrir os enigmas escondidos nas divertidas imagens.

 

Veja como foi a leitura na casa de nossa assinante Bethânia Mansur:

 

Pela primeira vez resolvi não ler nada sobre o livro do mês antes de ter o nosso em mãos. Digo isto pois nosso exemplar chega no fim do mês. Além disso, observei a divulgação do “Passaporte do Leitor” e fiquei maravilhada com a ideia. Mas os afazeres diários me desviaram a atenção e esqueci de procurar saber como faria para ter o nosso “Passaporte”.
Pois bem. Eis que chega o livro de Janeiro, “Um abraço passo a passo” e junto com ele o tão querido “Passaporte do Leitor” e o aviso de porta!!!!!
Acho que se meu bebê fosse maior, seriam duas pessoas a gritar de alegria. Mas só eu gritei.
No dia seguinte, deixando claro na porta o aviso “entre e leia comigo”, sentei no chão do quarto e comecei a ler com/para meu filho.
Eis que aparece “os passos de pata”. O trecho que me tirou um sorriso gostoso pois visualizei uma pata!
Não que a imaginação estivesse parada ao longo do livro até ali.
Mas ali foi hilário perceber o quão engraçado é esse “andar da pata”!
Ainda não havia sacado o tchan da história.
E meu filho de olho nas bolinhas coloridas que abrem o livro e estão presentes em praticamente todas as páginas!
Até que o “correr para o abraço”, uma expressão comum nas comemorações de um esporte qualquer, se desenlaçou com tanta suavidade, gostosura… que pedi esse abraço pro meu filho.
E foi o mesmo abraço temperado de alegria de quando busco ele na escola e nos encontramos depois de
um longo de dia de muitas atividades para ambos.
Meus olhos ficaram marejados.
Pois, para mim, o abraço é mais importante que o próprio beijo, seja ele em qualquer relação, pois aquece, fortalece e acalma.

 

**

Em 2017, convidamos quatro assinantes do Clube de Leitores A Taba para compartilhar suas experiências de leitura durante o primeiro trimestre, abrindo as conversas em nosso fórum.

Para conhecê-las, clique aqui.