Lampião e Maria Bonita

Lampião e Maria Bonita

Escrito por: Liliana Iacocca

Editora: Ática

Ano de lançamento: 2005

Resenha

 A primeira metade do século XX é marcada por revoluções, quedas e golpes políticos no Brasil e no mundo. No país, em meio à estiagem nordestina, a pobreza e a fome, grupos de homens inconformados com as desigualdades sociais e sedentos de justiça com as próprias mãos se formam, causando o terror no sertão do país. Em um desses bandos que se formam, entra aquele que se tornaria uma das mais lendárias figuras do Brasil: Lampião, o rei do cangaço. Ele, que era um rapaz estudado e “direito”,.teria entrado para a vida errante após uma briga com um vizinho, que roubara um gado de seu pai. Em pouco tempo era o chefe do bando, e sua fama se espalhou por todo o país. Em uma das missões do bando, conhece uma moça encantadora, de pele morena. Ela parte com ele e o bando Nordeste a dentro. Surge aí, Maria Bonita.
Lampião e Maria Bonita: o rei e a rainha do cangaço, da escritora paulistana Liliana Iacocca, permite que esta importante história genuinamente brasileira seja conhecida por nossas crianças e permaneça viva em nossa memória.
Aliada à narrativa, as ilustrações da pernambucana Rosinha Campos, que se assemelham a pinturas, e a textura do papel enriquecem ainda mais esta trama que remonta com beleza um passado triste que nos marca.