Florbela Espanca: antologia de poemas para a juventude

Florbela Espanca: antologia de poemas para a juventude

Escrito por: Denyse Cantuária

Editora: Peirópolis

Ano de lançamento: 2008

Resenha 

A voz lírica feminina mais aclamada da poesia de Portugual aparece nesta antologia esplendorosa aos olhos de um leitor ávido por reflexões e traduções arrebatadoras das emoções humanas. Florbela Espanca imprime em seus versos o drama e a dor de existir. Ela busca inspiração nos poetas clássicos que certamente despertaram sua sensibilidade, porque os leu intensamente, e aproveitando-se das lições dos mestres, atualiza seus textos para a época em que viveu e a partir do que experienciou. Uma poesia que não tem limites, nem para quem a escreveu, nem para que a lê, e que vem arranjada de modo lapidar as formas clássicas mais apreciadas, com insistência no soneto. Imagens incríveis e deslumbrantes fazem o leitor vivenciar o próprio drama da poetisa, estabelecendo com ele uma empatia que explica o título dessa antologia, uma vez que a juventude é caracterizada pela sua transitorietade e, portanto, pelo sentir-se constantemete deslocada no mundo. Os versos de Florbela revelam uma voz inquieta, que nunca se estabilizou.

Trecho do livro

“Tudo no mundo é frágil, tudo passa…” Quando me dizem isto, toda a graça Duma boca divina fala em mim! Do poema “Fanatismo” P. 17

avatar

escrito por

Somos um grupo independente de especialistas em literatura infantil e juvenil, professores, pais, bibliotecários e contadores de histórias com um único objetivo: formar uma aldeia, um coletivo de pessoas que vive e experimenta leituras.

gostou? compartilhe!

comente pelo facebook

deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.