http://ataba.com.br/wp-content/uploads/2016/01/ROUPASDEBRINCARPULO.jpg

Entre leitores e leituras: sobre sonhos, perdas e outras travessias

O sonho de Lu ShzuLivro: O sonho de Lu Shzu

Autor: Ricardo Gómez

Ilustradora: Tesa González

Editora: Mov Palavras

Essa leitura eu compartilhei com minha cunhada e minha sobrinha de oito anos que estão passando férias por aqui. Pedi para escolherem um livro e, talvez pela beleza da capa, a qualidade do papel, o tamanho do livro e as cores fortes,  elas pegaram “O sonho de Lu Shzu”.
Depois apresentei o Mapa de Exploração para minha cunhada – Ana Tereza.  Então ela ficou ainda mais curiosa para ler a obra e a levou para casa.
Poucos dias depois, devolveu o livro com uma folha de caderno cheia de sentimentos em forma de texto.
“É revoltante saber que existe a cultura de permitir que crianças trabalhem e é muito triste ver uma criança perder a melhor fase da vida – a infância – e tudo que permeia esta fase, os sonhos, os desejos, os encantos…”
Depois ela me perguntou:
– Este livro é mesmo para crianças? De quantos anos?
Respondi que é um livro para criança, sim. E conversamos que, às vezes, alguns livros podem abordar determinados assuntos com crianças e que elas são capazes de compreender muitas coisas até melhor do que nós, adultos.
O Mapa de Exploração de certa forma dialogou com meu questionamento sobre essa dúvida que muitos adultos têm ao tentarem definir se um livro é ou não indicado para uma criança.
E conversando com minha sobrinha – que já faz a leitura com autonomia –  ela me mostrou vários detalhes que eu mesma não tinha observado, como a página de guarda do livro que tem a mesma estampa do vestido da boneca e a beleza da ilustração que mostra as bonecas prontas (encantadoras, lindas princesas) que também se tornou o sonho da menina. Ela observou que o texto foi traduzido (assim como vários que tem em casa) e disse que não concordou com o título do livro.
O almanaque nos ajudou a ampliar a leitura com dados estatísticos sobre a realidade do trabalho infantil no mundo.
Belíssimo livro e muito sensível!
P.S. Sempre achei também que as bonecas, assim como todos os brinquedos, têm sentimentos – nem que seja o sentimento de quem o fez ou de quem o presenteou…

roupa de brincar

 

Livro: Roupa de brincar

Autor: Eliandro Rocha

Ilustradora: Elma

Editora: Pulo do Gato

Um guarda-roupas divertido como o da tia da menina é como eu imagino o guarda-roupas da minha Tia Raquel. Nunca entrei lá para brincar por horas (meus pais não permitiriam). Mas, minhas primas já experimentaram: desfilaram com aqueles modelos coloridos, saltos altos…reservaram para quando crescessem, para quando o pé coubesse, para quando passar de ano!
A obra trata de forma delicada o assunto “luto”. Mas como tudo tem seu tempo, também existe o tempo em que o luto termina. Nesse caso, com a ajuda da menina.
É um livro que merece fazer parte da lista dos títulos que abordam o tema “morte” de maneira inteligente e sensível.

nove monstros

 

Livro: Nove monstros perigosos, poderosos, fabulosos do Brasil

Autor: Flavio de Souza

Editora: Companhia das Letrinhas

Muito curioso este livro.
Na capa,  as ilustrações apresentam figuras camufladas de monstros que aparecem de diferentes ângulos.
Flavio de Souza narra de forma divertida, como se fosse mesmo uma conversa, um conto, um causo de nove monstros dos quais muita gente duvida da existência.
Em algumas histórias, confesso, nem eu mesma conhecia as figuras apresentadas por ele e em outras,  não  imaginava de que maneira seria possível vencê-los ou pelo menos, evitá-los.
Um belo texto cheio de questionamentos, suposições fantásticas e curiosas.
Histórias que fazem conexões com a História Geral e do Brasil, além de referências à mitologia grega. E, principalmente, fazem crianças e adultos pensarem antes de sair de casa depois do escurecer!
Um livro de lendas completo, que sugere criar fichas de categorias para cada personagem, colocando-os como heróis. Os heróis do folclore brasileiro!



Participe da conversa!

Sempre acreditei que a Literatura é uma forma de Arte.
Por meio dela, todo leitor é convidado a pensar sobre a condição humana, sobre o mundo e sobre o que é estar vivo, nesse tempo, nesse planeta. E mesmo as crianças muito pequenas estão sempre olhando para a vida e perguntando o porquê das coisas. Ainda que algumas das respostas não sejam simples…
Os livros que enviamos pela Taba buscam oferecer qualidade estética e literária. Ampliar horizontes. Apostar na inteligência dos leitores.
Eles provocam, instigam, divertem e fazem ir além.
É um desafio e também uma grande responsabilidade…
Gostei dos questionamentos trazidos pela Isadora Freire nessas leituras…