Dona Dolores

Dona Dolores

Escrito por: Heins Janisch

Ilustrado por: Helga Bansch

Editora: Brinque-Book

Ano de lançamento: 2009

Resenha

Dona Dolores é um enigma difícil de decifrar, mas também é uma criatura a quem se apega com muita facilidade. A história é contada do ponto de vista de um garoto muito imaginativo, que se relaciona com uma velhinha de 91 anos mais inquieta e aventureira do que muitas crianças. A afinidade entre os dois é tocante e divertida: quando se encontram, eles dão adeus ao isolamento em que se encerram quando estão ditantes um do outro. Através dessa história, o escritor austríaco Heinz Janisch exalta a imaginação e propõe um exercício de alteridade e solidariedade, vivido por seres que se encontram nas duas pontas da existência: a infância e a velhice. E como não dá para confiar numa criança muito inventiva, fica complicado para o leitor discernir o que é fato do que é projeção de uma mente muito fértil, especialmente se prestarmos atenção às pistas fornecidadas pelas ilustrações de Helga Bansch.

Trecho do livro

“Dona Dolores tem um olhar mágico. Ela me olha e diz: “Você está triste”. Mesmo sem saber que eu briguei com o Juca.” P. 4

avatar

escrito por

Somos um grupo independente de especialistas em literatura infantil e juvenil, professores, pais, bibliotecários e contadores de histórias com um único objetivo: formar uma aldeia, um coletivo de pessoas que vive e experimenta leituras.

gostou? compartilhe!

comente pelo facebook

deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.