Contos e poemas para crianças extremamente inteligentes de todas as idades – v. 4 – Inverno

Contos e poemas para crianças extremamente inteligentes de todas as idades – v. 4 – Inverno

contos e poemas para crianças extremamente inteligentes v4_ler9780496botaocomprar

Autor(a): Harold Bloom

Tradutor José Antonio Arantes

Editora: Objetiva

Ano de lançamento: 2004

 

Resenha:
Harold Bloom é um dos mais atuantes e polêmicos críticos literários contemporâneos. Professor de Literatura e detentor de muitos prêmios, é um valente e briguento militante da palavra escrita. Costuma criticar duramente as novas mídias e o espaço que elas ocupam na vida de crianças e jovens. Diante de muitos livros que considera ruins e de poucos desafios linguísticos e voos de beleza literários, decidiu fazer uma extensa antologia do que considera essencial que seja lido antes da idade adulta e por toda a vida. O título da antologia gerou polêmica, mas ele explica que inteligente é toda criança que não tem medo de deixar a fantasia invadir seu cotidiano. Bloom faz uma ótima introdução em cada volume, explicando o motivo de cada escolha. O Volume 4 — Inverno — traz contos de Maupassant, William Blake, O. Henry, autores pouco lidos por crianças brasileiras. Além de um fantástico Pushkin! O mais longo dos quatro livros tem as mais complexas narrativas, como as de Alfred Tennyson e H. G. Wells. “O Nariz de Gogol” e a “Canção do Amor Triunfante” fecha a antologia com um gosto de quero-mais e de agradecimento pelo extenso trabalho de buscar o que de melhor existe na literatura mundial.

Trecho do livro:
“Mas a borboleta, você dirá, é flor que voa! Sonho com uma que seja tão grande como uma centena de mundos, com asas cuja forma, cuja beleza, cujas cores e cujos movimentos não consigo nem expressar. Mas eu a vejo… bate as asas de estrela a estrela, refrescando-as e perfumando-as com a brisa leve e harmônica do voo!… E lá, quando passa, as pessoas olham para ela com um êxtase de prazer!…” (p. 137)

Para quem?
aut acomp exp sozin

Para quê?
rir emocionar dificeis