http://i2.wp.com/ataba.com.br/wp-content/uploads/2017/01/cada-coisa-01.jpg?w=1050

Cada coisa

cada-coisaLivro: Cada coisa

Autor: Eucanaã Ferraz

Ilustradores: Eucanaã Ferraz e Raul Loureiro

Editora: Companhia das Letrinhas

Alfinete, cotonete, janela, martelo, parafuso, régua, zíper… Para Eucanaã Ferraz, cada coisa pode conter um poema. Basta apenas que a poesia esteja nos olhos de quem as vê.

Nesse livro, o autor cria um pequeno inventário poético dos objetos que povoaram sua infância, construindo textos que desafiam o leitor pela forma com que brincam com o sentido das palavras.

A cada página, o cotidiano se reinventa. Seja pelo espanto causado pela forma como as coisas comuns são apresentadas ao leitor, seja pelo projeto gráfico que compõe uma parceria primorosa entre texto e imagem.

Clique aqui e confira a entrevista concedida pelo autor ao Blog das Letrinhas.

Veja como foi a leitura na casa de nossa assinante Anna Cruz:

Em casa, nosso procedimento ao recebermos os “envelopes mágicos” d´A Taba compreende:

1) guardar os postais, que colecionamos com carinho;

2) uma primeira leitura, integral, do livro;

3) percorrer o suplemento “mapa de exploração”, que sempre nos revela detalhes aos quais não havíamos atentado;

4) voltar ao livro e relê-lo.

O primeiro pacote de 2017 trouxe “Cada coisa” (Eucanaã Ferraz, Companhia das Letrinhas) e acrescentou um quinto passo ao nosso ritual de leitura: preencher o passaporte do leitor, que registrará nossas doze viagens ao lugar do “era uma vez”. Festa, festa, festa.

“Cada coisa” traz poemas sobre objetos – grampo de cabelo, cotonete, canudo e dezenas de outros itens que passam desprestigiados pelo cotidiano recebem finalmente uma atenção poética que os tornará criaturas irresistivelmente divertidas, misteriosas, vivas.

Lê-lo com a minha mais velha, M.L. (9 anos), foi particularmente saboroso. No poema “Canivete Suíço” o músculo da intertextualidade dela estava bem mais desenvolvido que o meu, pois minha leitura em voz alta não imprimiu o ritmo de “O que é que a baiana tem”, e prontamente ela me corrigiu.

M.L. também aceitou o desafio proposto pel´A Taba e fez poeminhas para as letras faltantes. Para o “i”, ofereceu um:

Ímã

os opostos se atraem

é seu caso, amiguinho

gosta de ficar sempre, sempre

agarradinho.
Anna Cruz é assinante da categoria experiente do Clube de Leitores A Taba. 

***

Em 2017, convidamos quatro assinantes do Clube de Leitores A Taba para compartilhar suas experiências de leitura durante o primeiro trimestre, abrindo as conversas em nosso fórum.

Para conhecê-las, clique aqui.




Participe da conversa!