As tranças de Bintou

Autor(a): Sylviane A. Diouf

Ilustrador: Shane W. Evans

 

Tradutor: Charles Cosac

Editora: Cosac Naify

Ano de lançamento: 2004

 

Resenha:

 Este é o primeiro livro para crianças de Sylviane A. Diouf, estudiosa da cultura africana, inspirado em parte nas histórias que conta para seu filho. Bintou é uma garotinha que tem dois sonhos: que os passarinhos façam ninhos em sua cabeça e que seus quatro coques sejam transformados em tranças com conchinhas e pedras coloridas. Na sua comunidade, apenas as moças e mulheres podem usar tranças – que expressam a beleza do feminino. Além disso, os mais velhos são muito importantes na transmissão das histórias e na realização dos rituais. As ilustrações, com cores vívidas, desenham para o leitor, a partir do olhar observador de Bintou, a comunidade e seus costumes, os anseios do mundo animado da pequena e o modo afetuoso como os grandes acolhem-na.

Trecho do livro:

 “Há muito tempo, existiu uma menina chamada Coumba que só pensava no quanto era bonita”, vovó diz enquanto afaga minha cabeça. “Todos a invejavam, e ela foi se tornando uma menina vaidosa e egoísta. Foi nessa época, e por isso, que as mães decidiram que as crianças não usariam tranças, só birotes, porque assim elas ficariam mais interessadas em fazer amigos, brincar e aprender.” (P. 11)

Para quem?
aut sozin inici acomp

Para quê?
emocionar




Participe da conversa!