As roupas do rei seguida de Inventa-desinventa

As roupas do rei seguida de Inventa-desinventa

Escrito por: Cláudia Vasconcellos
Ilustrado por: Odilon Moraes / Maurício Paraguassu
Editora: SM
Ano de lançamento: 2007

Resenha

“As roupas do rei” e “Inventa-desinventa” são dois textos para teatro – com personagens, rubricas, diálogos, cenas –, mas que ao estarem impressos em livro são textos para a nossa fabulação. Os dois falam da nossa capacidade de imaginar o desconhecido: seja o menino que imagina a vida do rei de cento e quarenta mil anos por meio das roupas estendidas no varal por uma lavadeira e das dicas que ela dá sobre as pessoas que viveriam com o rei; e também o menino Teodoro que, com a ajuda de seu amigo Raimundo, de um homenzinho e uma fada, descobre o jogo do “inventa-desinventa” os medos. Ao final, além da partitura com as canções de “As roupas do rei”, há um texto da escritora Renata Pallottini que comenta as duas peças e fala sobre os elementos necessários para a encenação delas: atores, figurinos, cenário, objetos, luz, música – caso as crianças queiram montá-las.

Trecho do livro

“Mas quem inventa medo pode também inventar não-medo. Quem inventa coisas que dão medo pode também inventar coisas que dão alegria. Por exemplo, se você pode inventar que vai entrar um fantasma aqui, você também pode inventar que vai entrar uma fada. Então, não é melhor inventar que vai entrar uma fada?”

P. 95

avatar

escrito por

Somos um grupo independente de especialistas em literatura infantil e juvenil, professores, pais, bibliotecários e contadores de histórias com um único objetivo: formar uma aldeia, um coletivo de pessoas que vive e experimenta leituras.

gostou? compartilhe!

comente pelo facebook

deixe seu comentário