As mil e uma noites: contos árabes

As mil e uma noites: contos árabes

Autor: Antoine Galland

Ilustrador: Vários

Tradutor: Ferreira Gullar

Editora: Revan

Ano: 2012

Resenha:

As mil e uma noites são contos da tradição oral árabe que atravessaram espaços e gerações e inspiraram pessoas em todos os cantos do mundo.

Pensando no público jovem, Ferreira Gullar selecionou e traduziu 18 contos da primeira versão ocidental da obra, em francês.

O livro apresenta ilustrações de vários artistas, incluindo desenhos da versão original.

Na primeira história, conhecemos o sultão Shariar que, inconformado com a traição de sua esposa, decide castigar as mulheres do reino, casando-se, a cada noite, com uma moça e matando-a no dia seguinte. A crueldade de Shariar amedronta a população até que Sherazade, jovem culta e bela, resolve por fim às atrocidades e, voluntariamente, casa-se com o sultão. Todos os dias, um pouco antes do amanhecer, Sherazade pede a autorização do sultão para lhe contar uma história. E, assim, conquista a simpatia de seu marido, contando-lhe, dia após dia, histórias que se encadeiam uma na outra.

Entre as narrativas, encontramos algumas que merecem destaque, como “A história de Simbad, o marujo”, que relata as sete viagens de Simbad e suas aventuras em alto mar.

Trecho do Livro:

“— Tendo concluído seu relato — disse Sherazade, — Simbad deu cem cequins a Hindbad, que se retirou junto com os outros convivas. No dia seguinte, eles estavam de novo em companhia do rico Simbad que, como nas vezes anteriores, depois da ceia, passou a contar-lhes a história de sua sexta viagem.” (p. 94)

Para quem?

exp sozin

 

 

 

 

Para quê?

rir viajar pensar