Afinal, é possível definir um leitor a partir de sua idade?

Geralmente, quando vamos a uma livraria em busca de livros infantis ouvimos: qual a idade da criança? E, em alguns casos, essa pergunta vem seguida de outra: é para um menino ou para uma menina?

Essas questões revelam uma concepção de leitor que se restringe a duas variáveis que, muitas vezes, conduzem a escolhas atreladas a uma visão generalista e estereotipada da experiência de leitura das crianças.

Há leitores ainda muito jovens que são capazes de realizar leituras bem complexas. Por outro lado, é possível dizer que também há adultos com pouca competência leitora. Há meninas que adoram narrativas de humor e aventura e há meninos que curtem os textos mais poéticos e delicados.

Escolher um livro para outra pessoa pressupõe um mínimo conhecimento sobre como ela se comporta como leitora: qual a sua familiaridade com a linguagem escrita, que temas poderiam lhe interessar, que gêneros aprecia etc. Ou seja, o que pode  ajudar a definir o perfil de um leitor é sua competência, suas experiências leitoras, sua história de vida e não o seu sexo ou idade.

Dentre as muitas classificações possíveis, organizamos nosso Clube de Leitores (serviço de assinatura de livros infantis) e nossa livraria na Amazon a partir de algumas categorias:

Captura de Tela 2014-08-13 às 17.11.17LEITORES INICIANTES: leitores que necessitam da ajuda de um adulto para realizar uma leitura e até mesmo os que estão começando a ler sozinhos. Nesse grupo estão desde os bebês, até mesmo aqueles que começaram seu processo de alfabetização e ainda lêem com dificuldade.

Os iniciantes estão descobrindo os livros e as palavras. Para eles, ouvir uma leitura realizada por um adulto é uma experiência repleta de sentidos.Um pretexto para sentir-se próximo a alguém, cercado por um mundo de sons, significados, imagens e todo o universo fantástico de experiências que a descoberta de um livro pode trazer.

Captura de Tela 2014-08-13 às 17.11.34AUTÔNOMOS:  leitores que já são capazes de ler e compreender algumas obras com autonomia, sem a ajuda de um adulto. Eles já possuem alguma fluência, são capazes de conversar e opinar sobre os livros lidos, estabelecendo relações entre as palavras e seus múltiplos sentidos. Ainda assim, para eles, ouvir uma leitura realizada por um adulto também é um deleite, uma possibilidade a mais para ampliar seu entendimento sobre as obras e compartilhar suas impressões sobre os livros que começam a desbravar.

Captura de Tela 2014-08-13 às 17.11.28EXPERIENTES: crianças e jovens que já se tornaram grandes leitores e se atrevem a ler obras mais complexas e longas.Para eles, as portas da leitura estão sempre abertas e seu apetite por textos cada vez mais desafiadores é insaciável.

Os leitores experientes também apreciam compartilhar uma leitura em voz alta com outros leitores, construindo sentidos comuns para as obras que devoram e fazendo associações com outras tantas leituras que já fazem parte de seu vasto repertório.

Sabemos que toda classificação implica em restrições. No entanto, depois de muita conversa e estudo, essas nos pareceram mais coerentes com o que pensamos e buscam considerar o leitor, sua relação com os livros e a leitura e as experiências leitoras que desejamos lhes proporcionar.

Em nossa livraria na Amazon, há uma seleção de livros organizados para atender às necessidade de cada tipo de leitor.

Esperamos que nossas indicações possam ajudar muita gente a aproximar cada vez mais bons livros e leitores!

Nao usar_Clube de Leitores A Taba_boas experiencias de leitura aproximam adultos e criancas

avatar

escrito por

Denise Guilherme é Mestre em Educação, formadora de professores e consultora na área de projetos de leitura.
Desde cedo, apaixonada por palavras ditas e escritas. Descobriu nos livros um caminho para entender a si mesma e aos outros. E ficou tão encantada com o que viu que decidiu compartilhar com o mundo.

gostou? compartilhe!

comente pelo facebook
7 Comentários

deixe seu comentário