A casa do meu avô

A casa do meu avô

150385

Autor(a): Ricardo Azevedo

Ilustrador: Ricardo Azevedo

Editora: Ática

Ano de lançamento: 1998

 

Resenha:
Quem não gosta de ir à casa dos avós? Nessta deliciosa, terna e bem- humorada narrativa, através por meio dos poemas, o leitor vai sendo levado por um alguém que faz qualquer coisa pra chegar na à casa do avô. E, não é difícil entender o por quê! A cada página virada, a cada poema lido vai se descobrindo um pouquinho dos diferentes personagens que habitam a casa; um tio biruta, uma cozinheira que parece feiticeira, um cachorro furioso, um jardineiro português, uma vizinha que desperta sentimentos. O leitor é conduzido (vai sendo levado pela mão) pelo narrador e convidado a conhecer os espaços, os mistérios, as dores, as loucuras, os amores, os quitutes, as façanhas, os segredos e as brincadeiras desse lugar tão especial.
O texto e as ilustrações são de Ricardo Azevedo, renomado escritor, com livros publicados na Alemanha, Portugal, México, França e Holanda, além de e textos em coletâneas publicadaos na Costa Rica e no Kuwait.

Trecho do livro:
“Late feito uma fera
De dentes arreganhados
De pelos arrepiados
De olhos esbugalhados
Rosnando feito um demônio
Tomando conta da casa
Mais parece um delegado
Esse bassê furioso
Que o vovô, não sei por quê
Deu o nome de Dengoso”. (p. 8)

Para quem?
inici acomp aut sozin

Para quê?
rir emocionar

avatar

escrito por

Estudante de Biblioteconomia, empenhada em demonstrar que a profissão tem muito a colaborar com os tempos atuais. Apaixonada por histórias desde pequena, busca – no contar das palavras escritas, da oralidade, dos desenhos, dos sons – entender e explicar um pouco essa coisa que é o mundo.

gostou? compartilhe!

comente pelo facebook

deixe seu comentário