http://i2.wp.com/ataba.com.br/wp-content/uploads/2016/07/the-bfg-002.jpg?w=1050

5 curiosidades sobre BGA – O Bom Gigante Amigo

1. A história de BGA, assim como muitas outras criadas por Roald Dahl, foi apresentada a leitores  especiais, antes mesmo de se tornar um livro.

O autor tinha o hábito de inventar histórias para os filhos – Olívia, Tessa, Theo e Ophélia – e contá-las no momento de fazê-los dormir. Para ele, as boas narrativas precisavam encantar as crianças e deixá-las curiosas para saber o que poderia acontecer em seguida.

A ideia de um bom gigante caçador de sonhos surgiu em uma dessas noites repletas de afeto. Mas, levou muito tempo até ficasse pronta: o livro foi publicado apenas em 1982, quando seus filhos já haviam se tornado adultos.

 

2. A escolha do nome da protagonista foi inspirada em duas mulheres muito importantes para Dahl.

No livro, a menina que faz amizade com o gigante é Sophie. Mas, nos primeiros rascunhos do livro, o nome escolhido para o personagem – que era um menino – seria Jody.

Roald Dahl mudou de ideia sobre o protagonista após o nascimento de sua neta, Sophie Dahl, que hoje é uma famosa modelo na Inglaterra.

Sophie também era o nome de sua mãe.

 

3. Há muitas semelhanças entre autor e personagem

Roald Dahl tinha 1,98 metros de altura, ou seja, era mais alto do que a maioria dos homens comuns. Quase um pequeno gigante.

Em Great Missenden, cidade onde viveu, há uma rua onde algumas casas possuem portas bem pequenas.

Já imaginou como deveria ser para uma pessoa alta como Dahl passear por essas calçadas? Talvez fosse até possível espiar pela janela do primeiro andar…

 

 

4. As sandálias de BGA

Em 1982, Roald Dahl e Quentin Blake – ilustrador e grande amigo  – estavam discutindo como seria o desenho do gigante nos livros.

Primeiramente, o autor imaginou o personagem vestindo botas pretas e um avental de couro.

No entanto, depois de ver os primeiros desenhos do personagem, Roald Dahl não achou que esse seria o melhor visual para BGA.

Poucos dias depois, Quentin recebeu uma encomenda volumosa pelo correio…

 

5. O livro é dedicado à sua filha mais velha, Olívia, que morreu ainda criança. 

Seu túmulo, em Great Missenden, está próximo ao de seu pai, à sombra de uma árvore cercada por um banco.

Entre os dois, há uma série de pegadas de um certo gigante que parece ter passeado por ali. Uma homenagem dos fãs de Dahl ao protagonista da história preferida do escritor…

Quer saber mais sobre o livro? BGA foi uma das obras escolhidas pela Taba para o Desafio 12 livros em 1 ano.

Veja como foi a conversa, clicando aqui.

 

 




Participe da conversa!